jusbrasil.com.br
15 de Outubro de 2019
    Adicione tópicos

    Miriam homenageia o Campus Pelotas do IFSul e o Campus CAVG de Pelotas

    A deputada Miriam Marroni (PT) ocupou o Grande Expediente desta terça-feira (5) para homenagear os aniversários de 70 anos do Campus Pelotas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IFSul) e de 90 anos do Campus CAVG - Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça. “O futuro desse país passa pelos institutos federais de educação”, disse.

    Considerada a instituição de educação profissional pioneira e modelo de excelência em todo o Estado, o atual IFSul já funcionava em 1930, como Escola Technico-Profissional. Passou a ser, em 1942, por criação do Presidente Getúlio Vargas, a Escola Técnica de Pelotas (ETP). Após vários processos, em 2008 se tornou parte da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, passando denominar-se Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense.

    Miriam revelou que, quando jovem, ficava “de olho” nos alunos da escola técnica. “Com o encantamento daquela escola, referência já nos anos 70, e com uma formação, eu olhava o Marroni (o deputado federal Fernando Marroni, seu marido) como um bom partido. E o bom partido formou-se na escola técnica como eletrotécnico e foi trabalhar com um bom salário na Standard Elétrica”.

    A deputada disse que, nos anos 60 e 70, o Brasil começava a expansão da eletrificação, da telefonia e, apesar de serem muito poucas as escolas técnicas, essas eram a grande saída da juventude pobre. Segundo a parlamentar, as famílias mais ricas podiam migrar para ensino da graduação nas universidades, mas aos mais pobres só restava disputar as poucas vagas das escolas técnicas. “Para o bem dessa política, o presidente Lula assume em 2008 e define uma política forte, firme de expansão dos institutos federais, que eram as antigas escolas técnicas federais. Para nosso orgulho, a minha cidade tinha como marca a formação do ensino técnico profissionalizante, a antiga ETP.” Hoje são 12 campi instalados no estado.

    Visconde da Graça

    Já o Campus Pelotas-Visconde da Graça, CAVG, como é conhecido, é uma instituição de Educação Profissional Técnica de Nível Médio e Superior de Graduação e Pós-graduação, vinculada ao IFSul. Teve sua origem a partir da criação de um Patronato Agrícola, inaugurado no dia 12 de outubro de 1923, que funcionou, inicialmente, como Escola Rural de Alfabetização com noções elementares de Agricultura e criação de animais domésticos, que era a necessidade de desenvolvimento naquela época.

    Miriam recorda que às meninas do meio rural, quando terminavam o 1º grau, só lhes restava ajudarem “lá fora ou arrumarem um bom casamento”. Não tinham o direito de sair do meio rural e continuar seus estudos técnicos. Miram foi uma das defensoras do internato feminino no CAVG. Ela lembra que os docentes diziam: “Professora Miriam, a senhora vai fazer com que metade das meninas engravide. Como controlar, numa escola de duzentos e poucos hectares, afrodisíaca, a presença de meninas no internato? Fomos persistentes, lutávamos pela inclusão social, pela igualdade de gênero. Hoje é um sucesso o internato feminino. Nenhuma aluna engravidou naquele ambiente. Constituímos uma política de inclusão para as meninas do meio rural.” Segundo Miriam, que foi docente no CAVG pelo período de 20 anos, é um momento de reconhecimento de anos dedicados à formação de milhares de profissionais.

    Por fim, ela reafirmou a missão de efetivar a implantação desta política de expansão. “A missão de desenvolver ciência e tecnologia. A missão de garantir a juventude no campo. Essa missão dos institutos federais de educação, que acolhem o jovem, futuros pais, futuras mães.”

    Medalha

    O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense, representado pelo reitor Marcelo Bender Machado; o IFSul – Campus Pelotas, representado pelo diretor Rafael Blank Leitzke; e o Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça – Campus Pelotas, representado pelo professor Julio Cesar Costa; receberam a Medalha da 53ª Legislatura.

    Presenças

    Prestigiaram o Grande Expediente, o reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IFSul), Marcelo Bender Machado; o diretor-geral do IFSul – Campus Pelotas, Rafael Blank Leitzke; o representante da Diretoria do Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça – Campus Pelotas, professor Julio Cesar Costa; o ex-deputado e ex-prefeito de Pelotas, Irajá Rodrigues, o presidente da Câmara Municipal de Pelotas, vereador Ademar Fernandes de Ornel; o vereador do Município de Pelotas, Beto da Z3; o presidente do Grêmio Estudantil Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça, Thiago Abreu; entre alunos, dirigentes, professores e funcionários e alunos do IFSul e do CAVG.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)