jusbrasil.com.br
24 de Janeiro de 2019
    Adicione tópicos

    Medidas de preservação do gado Franqueiro

    Audiência pública na Comissão de Agricultura busca alternativas de proteção para Raça que está ameaçada de extinção

    A assembleia gaúcha desenvolve importante debate nesta quinta-feira (9) na Comissão de Agricultura Pecuária e Cooperativismo, quando serão discutidas alternativas que permitam a preservação do "Gado Franqueiro" no RS, raça que está ameaçada de extinção.

    Há tempo, o tema já vinha sendo uma preocupação do parlamento gaúcho. O Coordenador da Frenteagro da AL-RS, deputado Jerônimo Goergen (PP) recebeu ainda no ano passado, o presidente da Associação de Criadores de Bovinos Franqueiros do RS, Sebastião Fonseca de Oliveira. Na ocasião, Fonseca pediu apoio para que o governo incluísse em orçamento, recursos para garantir a sobrevivência do animal, que representa o sustento de centenas de famílias gaúchas, e que está ameaçado de extinção. O presidente da entidade também solicitou a criação de um projeto para viabilizar recursos na ordem de R$ 50 mil para a Fepagro, a fim de viabilizar a construção de um galpão para tratamento dos animais.

    "Temos este animal como um arquivo histórico. Este tipo de gado não precisa de vacina em função de sua qualidade, mas sim de cuidados para que sua raça não seja extinta. Queremos o reconhecimento do animal como raça histórica do Estado", avalia Sebastião Fonseca.

    Um convênio firmado entre a Associação Brasileira de Criadores de Bovinos Franqueiros (ABCBF) e Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares (ANC) junto à Fepagro irá permitir que a raça tenha o registro genealógico efetuado em todo o país. A ANC será responsável pelo cadastro genético da raça Franqueiro em todo o Brasil, medida que poderá contribuir para o controle e, consequentemente, interrupção de um processo de extinção da raça que vinha sendo verificado, em especial no RS, que possui pouco mais de 160 animais vivos. Com convênio firmado entre as associações junto à Fepagro, será possível um trabalho mais direcionado para manutenção da raça.

    O deputado estadual Jerônimo Goergen ressalta a importância do pleito para a agropecuária do Estado. "é uma raça de vasta história no RS e de qualidade genética. O esforço é muito grande da entidade para manter os poucos exemplares que existem. o registro genealógico é um importante avanço para a valorização da raça, mas ainda são necessários investimentos para o tratamento do gado, e para isso seguimos trabalhando junto ao governo. com esta audiência pública podemos avançar em propostas concretas para sensibilizar o executivo em torno do pleito" , diz Jerônimo.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)