jusbrasil.com.br
14 de Dezembro de 2017
    Adicione tópicos

    Villaverde representa o Parlamento em evento sobre reforma política

    O presidente da ALRS, deputado Adão Villaverde (PT), participou no início da manhã desta sexta-feira (29) da 1ª Reunião Pública do Fórum Portoalegrense da Reforma Política, organizado pela Câmara de Vereadores da capital. Villaverde iniciou sua fala parabenizando os partidos da Capital pela iniciativa de colocar a reforma política no centro do debate no estado e lembrando aos presentes que o tema, por ser de grande importância não somente para a classe política, mas para o conjunto da sociedade, era uma pauta que necessariamente deveria ser assumida de forma unificada. “Este é um assunto fácil de não andar, como de fato não andou até hoje. Por isso deve ser, pela grande dimensão que tem, assumido como agenda de todas as forças políticas”, destacou.

    Para o presidente do Parlamento gaúcho, vive-se hoje um momento peculiar, onde há uma nítida sensação de descompasso. Segundo Villaverde, “se de um lado temos crescimento econômico, distribuição de renda e inserção social , de outro há uma defasagem na forma de organizar as eleições, temos uma estrutura política arcaica que certamente serviu em outro momento histórico, mas que hoje não responde às reais necessidades da nossa sociedade”, afirmou. O chefe do Legislativo do RS acrescentou ainda que são várias as questões que precisam ser debatidas e alteradas, como o financiamento das campanhas, se o mandato pertence ao partido ou ao candidato, o peso da proporcionalidade dos estados na composição da Câmara Federal e Senado, o voto distrital, entre outras.

    Sob o tema O Senado e a Reforma Política, o evento teve como convidada principal a senadora Ana Amélia Lemos (PP), que falou das discussões que estão ocorrendo no Senado Federal e que poderão resultar em propostas de emenda constitucional ou projeto de lei que deverão ser encaminhadas à presidência do senado nas próximas semanas. Para o presidente do PMDB gaúcho, ex-deputado Ibsen Pinheiro, a reforma política é difícil de ser concretizada porque “esbarra em vários interesses, muitos deles legítimos. Criar uma legislação perfeita é fácil, difícil é aprová-la. Devemos é buscar a maioria possível para avançar na questão”, afirmou. Já a presidente da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereadora Sofia Cavedon, destacou, entre outros questionamentos, a necessidade do financiamento público das campanhas como forma de garantir a legitimidade dos processos. “O que o atual sistema de financiamento acaba por fazer com alguns mandatos é privatizá-los”, disse a parlamentar.

    Encontro na ALRS debaterá reforma política

    Ao final, antes de se retirar para o cumprimento de outra agenda, o presidente da ALRS convidou os presentes para o debate sobre a reforma política que, em conjunto com a Câmara dos Deputados, acontecerá no próximo dia 9 de maio, às 9h30, no Plenário da ALRS (evento que integra a série Grandes Debates do parlamento gaúcho), com a presença dos deputados federais que compõem a Comissão Especial que estuda a Reforma Política, deputados estaduais, vereadores e autoridades nacionais. "A presença de vocês é muito importante para o enriquecimento do debate que estaremos fazendo na ALRS. Quanto mais opiniões e contribuições forem levadas para discussão, mais legítimo será o resultado do encontro", afirmou Villaverde

    O evento contou ainda com a participação dos presidentes ou representantes do PMDB, PT, PPS, PP, PSB, PC do B, PTB, PSDB, DEM, PDT, PPL, PSOL e PRB.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)